Home / Ricardo Ribeiro (page 11)

Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Alojamento: Alugar um Apartamento

Viajar em ficar em hoteis é um pouco como correr em tapete. É muito cómodo mas retira todo o sabor à experiência. É artificial e não se recomenda aos verdadeiros apreciadores. Pessoalmente, nunca fico em hóteis. Aquele modelo de cubículos ...

Ler mais... »

Pessoas: Zé António, de São Tomé

O Zé António entrou na minha vida um par de horas depois de aterrar em São Tomé. Eram umas sete e meia da manhã, tinha deixado as coisas em casa do meu anfitrião, e ia andando para a cidade, desejoso ...

Ler mais... »

Fotos: A Senhora do Rakia

Outubro de 2010. Ivan Vazovo, uma aldeia perdida numa zona montanhosa da Bulgária. Perdida a aldeia, perdi-me também eu, nesta comunidade genuina de gente boa. Os dias de Ivan Vazovo serão narrados oportunamente, num outro artigo, mas para já fica ...

Ler mais... »

Pessoas: Masha, de Tiraspol

Masha entrou na minha vida um dia, e precisamente por um dia. Masha, na realidade Mary, tal como Pasha é Pavel e Dasha é Daria, é um dos diminutivos que os russos tanto gostam. Mas Masha não é russa, nem ...

Ler mais... »

Livros: Appointment in Zambia

Este fim-de-semana que passou fui apanhado por uma qualquer revolta no trato digestivo, que me valeu dois longos dias de cama e muita volta e reviravolta entre lençois. No meio da desgraça valeu-me um livro, que se aproveitou do incidente ...

Ler mais... »

“Low costs” e bagagem de cabine

A questão da bagagem de cabine é quase sempre fonte de ansiedade para os viajantes que recorrem aos serviços das companhias chamdas de “low cost” e às suas tarifas aliciantes. E, depois, sobretudo para os mais inexperientes, vêm os problemas. ...

Ler mais... »

Os 1001 usos para um “Keffiyeh” ou lenço árabe

Apesar de poucos conhecerem o seu verdadeiro nome, quase todos já viram um Keffiyeh (artigo Wikipedia), aquele lenço de origem árabe que se popularizou em alguns quadrantes do mundo ocidental em finais dos anos 70, quando uma onda de solidariedade ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 11 – 22/10/2012

A manhã tinha um acontecimento especial agendado: a chegada da nova “couchsurfer” que iria ficar conosco em casa do KB até ao fim da nossa estadia. Cabia-nos fazer o papel de anfitrião à chegada, por delegação, porque o nosso amigo ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 10 – 21/10/2012

Para este Domingo tudo estava em aberto. O KB tinha planeado uma expedição a Lagoa Amélia, um cone vulcânico hoje feito um mar de lama pantanosa esverdeada, de onde saem os principais cursos de água da ilha. Mas isso seria ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 9 – 20/10/2012

Como tantos outros, este foi um dia que começou cedo. Tinhamos combinado uma passeata com o KB, sempre gentil, disposto a oferecer-nos a sua boa companhia e préstimos para que possamos conhecer um pouco mais deste pequeno país. Tinha preparado ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 7 – 18/10/2012

O dia começou húmido, com um temporal de chuva que cobria de cinzento aquele pequeno mundo tropical de Jalé. Foram horas preguiçosas, aquelas primeiras desta Quinta-feira, entre o calor acolhedor da cama e a janela que mostrava um mar alteroso ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 6 – 17/10/2012

Acordei bem, simplesmente abri os olhos e senti que a noite tinha acabado. Lá fora já fazia alguma claridade. Eram cinco e pouco. Sentei-me no alpendre a apreciar tudo aquilo, com um livro na mão. A temperatura, pela primeira vez ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 5 – 16/10/2012

Acordo todo dorido. “Acordar” é de resto um eufemismo, porque passei a noite a acordar e adormecer. Até que desisti de tentar e mantive-me de olhos abertos, esperando pelo nascer do dia. Começa a chover, um bom dilúvio tropical, que ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 4 – 15/10/2012

São 6:20 e estou deitado no chão do quarto, com a roupa mais leve que o sentido de prevenção contra as picadas de mosquito consegue admitir: calções de banho e t-shirt. Foi assim que adormeci, na cama, pelas onze horas. ...

Ler mais... »

São Tomé e Principe – Dia 3 – 14/10/2012

Dia especial. O KB tinha-nos desafiado para uma passeata de dia inteiro lá para sul, para a área onde pensamos ficar uns quantos dias durante a semana que está prestes a iniciar-se. Combinámos sair pelas nove horas, e, mais coisa ...

Ler mais... »

São Tomé, dia 0 (I)

A vida tem destas coisas, mudanças súbitas de direcção. Num dia nem me passava pela cabeça visitar África este ano, na semana seguinte dou comigo a alinhavar planos para uma incursão a Cabo Verde, e no final, olho para a ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 33 – Tirgu Mures

1 de Junho [peço desculpa à audiência mas este foi um dia sem fotografias] O despertador foi afinado para tocar a uma hora indecente. Às seis da manhã levanto-me. O resto do povo dorme, e mexo-me em silêncio, vestindo-me apressadamente, ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 32 – Iasi

31 de Maio Iasi não é exactamente um manancial de locais interessantes, apesar de ser a segunda ou a terceira maior cidade do país. Vai daí, já não tenho muito que fazer, não sei bem como preencher este segundo dia ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 31 – Iasi

30 de Maio Vai ser um longo dia. Tomo o pequeno-almoço com a minha anfitriã, sentadinhos no sofá, mesa improvisada sobre a almofada do meio, com um lenço a fazer de toalha. Do temporal anunciado para Iasi, nem sinal. Finalmente ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 29 – Tiraspol

28 de Maio Para hoje estava guardado um bocado que não consideraria arriscar tomar ainda há um ano atrás. Quando em 1992 a Transdniestria se envolveu num sangrento conflicto de secessão com a ex-república soviética da Moldávia, agora um jovem ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 28 – Chisinau

27 de Maio Acordo bem, depois de uma noite de sono relativamente tranquilo, feita imperfeita apenas pelo ruido da estrada contígua e por algum frio. Deixo-me estar mais um pouco e volto a cair no sono. À segunda é de ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 26 – Odessa

25 de Maio De manhã o Edward veio comigo comprar o bilhete de autocarro para o dia seguinte. Foi interessante circular pela cidade no eléctrico, uma travessia de cerca de 5 km que levou uma hora. Sim, a velocidade média ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 24 – Odessa

23 de Maio Acordar num comboio pela manhã é uma nova experiência. Dormi tão bem que terei sido talvez o último passageiro a despertar, com a composição já relativamente perto do destino: Odessa. Foi o tempo certo para enrolar o ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 23 – Sevastopol

22 de Maio Inesperadamente, o meu último dia em Sevastopol. Deveria apanhar amanhã um comboio para Odessa, mas sucede que esta composição só segue nos dias impares. Paradoxalmente até ao último momento é incertos se a estadia nesta cidade naval ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 20 – Kiev

19 de Maio Acordo com o despertador mas não estou nada convencido. Tenho cansaço acumulado desde sei lá quando. Sono e fadiga muscular. O Miroslav tinha-me dito que às 9:30 tinhamos que sair. São 9:15 e não ouço nenhum som. ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 19 – Kiev

18 de Maio Este foi um dia de viragem, marcou o início da melhoria da minha relação com Kiev, que já na véspera se fazia adivinhar. Pela manhã deixei-me estar no hostel, tentando resolver algumas questões pendentes, sendo que a ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 18 – Kiev

17 de Maio Ainda estou desesperado para sair de Kiev. A opção de Kharkov é colocada de lado. É algo dispendiosa, e se é para lidar com os caminhos de ferro, prefiro algo que me leve de vez para longe. ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 16 – Lviv

15 de Maio Mais um dia que nasce cinzento, com a ameaça de chuva sempre presente. Comecei por visitar um palácio, antes privado, e agora museu. Em 1919, nas comemorações da vitória da Polónia sobre forças ucranianas, um pequeno avião ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 15 – Lviv

14 de Maio Este foi um dia de descobertas casuais. Lviv é imensamente interessante mas não é uma grande cidade. E com isto, num dia apenas ficam vistas as principais atracções turísticas e o centro. Mas a sua virtude é ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 14 – Lviv

13 de Maio Despertei com a alegria própria de quem adormeceu numa nova terra cheia de promessas. Satsifeito por abrir os olhos e por estar ali.  Dormi as horas certas. Tenho o corpo ligeiramente dorido pela noite passada num colchão ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 12 – Przemysl

11 de Maio Acordamos relativamente cedo, em boa sincronia. Directamente para os computadores, e um bocado de serenidade matinal. Sem pressas, vamos falando em sair. Parte do plano para Pzemysl envolvia uma expedição a um dos fortes abandonados, que no ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 7 – Kaunas

6 de Maio Assim sem mais, para começar a escrita, aquilo que me vai na alma: só quem não esteve já uma semana inteirinha sem um duche pode compreender a sensação da quebra deste jejum. Mesmo quando se lava a ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 6 – Kaunas

5 de Maio Este era aquele dia em que podiamos ter ido dar uma volta pelo país. Desde o primeiro momento, quando o plano para esta viagem se iniciou, que senti um problema de base: a maioria das coisas que ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 5 – Kaunas

4 de Maio   Este é daqueles dias em que há muita fotografia mas pouca coisa a dizer. A maior parte do tempo foi passada no parque etnográfico (nome oficial: Lietuvos Liaudies Buities Muziejus), sem dúvida um dos grandes objectivos ...

Ler mais... »

Do Báltico ao Mar Negro, dia 2 – Vilnius

1 de Maio Dia feriado. Mesmo antes de iniciar a viagem já lamentava estar na Lituânia neste Dia dos Trabalhadores, tão cheio de tradição noutros países desta região, mas quase ignorado pelos lituanos, desejosos de quebrar os elos do passado ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 6

1 de Abril – Milão Havia muitos planos para hoje, mas com metade da expedição a partir num avião ao início da noite a prudência imperou e optou-se por uma volta local. Pensou-se em ir até Monza, uma bela cidadezinha ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 5

31 de Março – Lugano, Milão O fim dos dias da Suiça. O plano é apanhar um comboio ao final da manhã. É Sábado. A Chiara não trabalha, mas vais ter visitas, por isso tem que nos ver pelas costas ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 4

30 de Março – Lugano, Bellinzona Dia aguardado com antecipação. De volta a 2009, Bellinzona tinha sido o destino escolhido na Suiça. A pequena cidadezinha localizada na base dos Alpes é marcada pela presença dos seus três castelos, uma ocorrência ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 3

29 de Março – Milão, Lugano O dia acordou e com ele, eu. Cheio de expectativa. Mesmo um país simples como a Suiça desperta uma emoção especial quando se trata de uma primeira visita. Na realidade, tratava-se de um dos ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 2

28 de Março – Milão e Pavia Depois da estafa da véspera acordar às nove e meia da manhã soube a pouco. Até porque o serão se estendeu um pouco, e quando as pestanas se fecharam já passava da uma. ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 1

27 de Março – Milão Sabem os que leram o preâmbulo desta viagem que o papaléguas já tinha estado em Milão. Passou-se em 2009, por esta altura do ano, e as memórias trazidas da cidade não foram especialmente impressionantes. Por ...

Ler mais... »

Lombardia e Ticino, dia 0

O Papaléguas saiu à estrada. Para já, à laia de manobra de aquecimento, a volta limita-se a uma região da Europa Ocidental de fácil acesso: Milão e Ticino (uma das províncias suiças de influência italiana, marcada pelos belos lagos, e ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 15 – Wadi Rum, Amman

25 de Novembro O acordar foi tranquilo, depois de uma noite passada no mais profundo dos silêncios que alguma vez “escutei”. Das tendas em redor surgiram os nossos companheiros de acampamento. Aproximava-se a hora marcada para o pequeno-almoço, que ia ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 14 – Madaba, Wadi Rum

24 de Novembro Chegou um dos dias mais aguardados, o da visita ao deserto. Acordámos numa frenética cidade dos subúrbios de Amman, mas iremos adormecer rodeados pelo silêncio ensurdecedor do deserto. Era ainda noite quando saímos para o ar frio ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 12 – Amman

22 de Novembro Mais um dia sem fotografias. Absoluto descanso. Depois do dia frenético de ontem, tornava-se indispensável abrandar o ritmo emocional e físico. Hoje havia que tratar do aluguer do carro para o resto da estadia. Gostaria de desenvolver ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 10 – Palmyra, Aleppo

20 de Novembro Na véspera, uma tarefa que se adivinhava espinhosa acabou por ser mais simples do que o esperado: convencer o cabeçudo e apressado do nosso motorista a sairmos apenas ao meio-dia. Já tinhamos percebido que a intenção dele ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 8 – Aleppo

18 de Novembro Segundo dia completo em Aleppo. É Sexta-feira, dia santo no Islão. As ruas estão quase desertas, apenas alguns vendedores abriram as suas bancas. Tinham-me dito que era pena eu apanhar um destes dias, que a cidade não ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 7 – Aleppo

17 de Novembro Em Aleppo, a segunda cidade da Síria, com cerca de três milhões de habitantes. tenho um sorriso na face. Depois da tensão do dia anterior o agradável serão e a noite de sono bem passada trouxeram um ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 6 – Damasco, Aleppo

16 de Novembro     Dia negativo. Acordámos,  e o Alfrendo estava com uma cara que não deixava antever nada de bom. Descoseu-se. Aparantemente durante a noite ocorrera um ataque a umas instalações dos serviços de informação, a primeira acção ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 5 – Damasco

15 de Novembro O dia começou devagaroso, sem a urgência de sair para explorar. Tomámos um bom pequeno-almoço em conjunto, e por fim pusemo-nos na rua. De novo, uma daquelas fascinantes carrinhas para o centro, onde apanhámos um táxi para ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 3 – Amman, Salt

13 de Novembro Convidámos o Raoul para passar o dia conosco, pelo menos até à hora do almoço, porque ele tinha compromissos para a parte da tarde.  A manhã iniciou-se com uma visita ao Museu Militar, localizado na Cidade Desportiva ...

Ler mais... »

Médio Oriente ’11 – Dia 1 – Amman

11 de Novembro Acordei tarde, muito tarde para uma altura do ano em que às 5 da tarde é noite cerrada. Já passava das 9 horas quando abri os olhos. Decididamente o plano diário iniciava-se com algum atraso. O Amael ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 37 – Belgrado

4 de Novembro Único dia completo em Belgrado. Acordei a tempo de ver o meu anfitrião aprestar-se para o trabalho. Trocámos algumas palavras de cortesia, e fiquei sozinho, disfrutando da tranquilidade daquele belo apartamento. Tomei o pequeno-almoço nas calmas, sai ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 36 – Brcko, Belgrado

3 de Novembro Despertar às 6:50. O meu anfitrião vai-me dar boleia para o centro, de caminho para o trabalho. Pensava eu. Passamos em frente ao edíficio dele, e o carro segue. O seu sentido de hospitalidade não concebe que ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 34 – Banja Luka

1 de Novembro A cena repete-se. Do dia cheio de sol prometido pela metereologia vejo apenas aquele cinzento omnipresente, que esmaga, oprime, entranha-se nos ossos. Já estou seriamente saturado daquele cenário, e não tenho nada para fazer em Banja Luka. ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 33 – Banja Luka

31 de Outubro Banja Luka é uma cidade sem piadinha nenhuma. Recomendo que se evite. Vagueio, como é meu costume, mas não há mesmo nada para ver. Limito-me a sentir o pulso da vida local, vejo as pessoas, nas suas ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 32 – Jajce e Banja Luka

30 de Outubro A minha relação amorosa com Jajce não durou muito. Nada dura para sempre, e o este idílio não foi excepção. Tinham-me prometido um dia de sol e quando acordo vejo lá fora o cinzento costumeiro. Já não ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 31 – Travnik e Jajce

29 de Outubro O despertador tocou, e eu mandei-o lixar-se. Depois de uma noite intensa, não aceitei seis horas de sono. Só às nove horas arranjei forma de me levantar da cama, já relativamente atrasado, na realidade para coisa nenhuma, ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 30 – Sarajevo

28 de Outubro Os dias de Sarajevo estão a chegar ao fim. Acordo com o cheiro a bolos frescos. O Oliver trouxe um abastecimento da sua escapadela nocturna e o pequeno-almoço é saboroso. A viagem tem hoje um dia morto. ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 29 – Sarajevo

27 de Outubro     No penúltimo dia em Sarajevo sinto que já vi tudo o que podia ou queria ver. A estadia foi assim planeada porque tinha várias coisas em mente que não se concretizaram: uma subida até às ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 28 – Sarajevo

26 de Outubro Desço à cidade com o Peter (outro Couchsurfer, sueco) decidido a explorar a parte ocidental da cidade, que pouco tem para ver segundo os parâmetros habituais do turista. Ele vai ao vale das pirâmides, pelo segundo dia ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 27 – Sarajevo

25 de Outubro Um  dia bem preenchido. Sou o primeiro a acordar na casa. Olho pela janela e não vejo Sarajevo. Um manto de nuvens está no seu lugar. Só as montanhas em redor trazem um pouco de realismo terrestre ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 26 – Mostar e Sarajevo

24 de Outubro Sarajevo será talvez o prato principal de toda esta viagem de cinco semanas, e hoje será o dia em que irei até ele. Finalmente tenho oportunidade de evitar o autocarro e viajar de comboio. É um processo ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 25 – Pocitelj

23 de Outubro O plano era visitar Blataj e Pocitelj. O Miran tinha passado pela estação de autocarros na véspera para recolher os horários que me convinham, e estava tudo preparado para esta dupla excursão. Só que me enganei com ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 24 – Mostar

22 de Outubro Abro os olhos e consigo ouvir claramente a chuva a cair. Deixo-me estar um pouco, antes de verificar as horas. São 7:22. A minha companheira de quarto já se foi, em direcção a Sarajevo. Já fiquei a ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 23 – Trebinje e Mostar

21 de Outubro Finalmente fui apanhado pelo mau tempo. A meio da noite acordo sucessivas vezes com os estrondos ameaçadoras da trovoda, que fazem estremecer o chão da casa. Quando chega a manhã a chuva cai sem parar e o ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 22 – Trebinje

20 de Outubro Um dia cheio de atribulações! De manhã não se passa nada. Acordo às 7:30, e fico pelo hostel. Tudo dorme. Já não suporto mais um bocado de Dubrovnik. Tenho que sair às 11 mas o autocarro para ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 21 – Dubrovnik

19 de Outubro Portanto, se a multidão de turistas que diariamente invade a cidadela me asfixia, só há uma solução: deixá-los estragar o ambiente e afastar-me. E sei exactamente para onde. Vou trepar aquele monte sobranceiro, com uma fortaleza no ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 20 – Dubrovnik

18 de Outubro Regulei o despertador para as 7 horas. O autocarro sai às 8:30, mas quero jogar pelo seguro e livrar-me da carga de stress de arrumar as coisas à pressa. Ainda tenho que preparar a mochila, e de ...

Ler mais... »

Balcãs ’11 – Dia 19 – Kotor

17 de Outubro Acordo cedo, lá para as 8 horas, simplesmente porque o meu corpo se habituou a este ritmo. Não quero sair tão cedo. Está frio, a luz é má, e o meu plano de hoje não necessita de ...

Ler mais... »