Home / Livros / Livros: Chasing Che: A Motorcycle Journey in Search of the Guevara Legend

Livros: Chasing Che: A Motorcycle Journey in Search of the Guevara Legend

Uma interessante leitura para os que se interessam pela vida de Ernesto Che Guevara e pela América Latina. O autor, o norte-americano Patrick Symmes, propõe-se recriar a mítica viagem de Che Guevara e do seu companheiro Granado, partindo da Argentina e, com muita errância, rumando para norte. Faz-se acompanhar dos diários de viagens. Não só de Che, sobejamente conhecido, como do de Granado, menos famoso. Nota com curiosidade profundas divergências nos relatos de um e de outro. Procura recriar as experiências dos dois jovens argentinos.

Se Guevara e Granado iniciaram a viagem com uma velha mota Norton, Patrick Symmes usa uma BMW. Que lhe dará uma boa soma de trabalhos, uns por sua culpa, outros pelas exigências da longa viagem ou pelas particularidades do terreno, especialmente da altitude.

Enquanto replica os passos de Che Guevara e do seu amigo, o autor fala-nos daquele que se tornaria um símbolo da esquerda revolucionária em todo o mundo. Aprendemos sobre Che, assim como aprendemos sobre a América Latina de agora e de então. As aventuras de Patrick Symmes ganham um lugar bem merecido na narrativa. Algumas são hilariantes, outras, simplesmente curiosas. A mecânica da preciosa BMW é quase uma personagem própria nesta história, que se cruza com actores menores, mecânicos de aldeias perdidas, anfitriões de ocasião. Patrick tenta mimetizar a personalidade de Che, com um sucesso reduzido: é sabido que o argentino era mestre na arte de obter o que precisava… boleias, comida e dormida gratuita… e Patrick, exceptuando as boleias (que mesmo assim necessitará pontualmente) faz também ele pela vida, o que proporciona uma série de episódios que nos arrancam um sorriso.

Intrigado com as discrepâncias entre ambos os diários, o autor encontra-se com diversas pessoas que, naquele distante ano de 1952. Consegue raras horas de conversa com a sua namorada da altura, com indivíduos que casualmente se cruzaram com Che. Outros, simplesmente recordam-se de ter ouvido falar da passagem do argentino. Por vezes é o próprio Patrick que traz às pessoas a informação que Che Guevara terá passado, por vezes pernoitado, nos lugares que agora ocupam.

Para além do aspecto histórico, do traçar de correlações entre o agora e o passado que Che conheceu, este é também um livro de viagens, no sentido mais banal do conceito. A prosa faz-nos percorrer todos aqueles quilómetros, como se fôssemos à pendura na BMW de Patrick Symmes. Vimos o universo da América Latina pelos seus olhos, tornamo-nos amigos dos seus novos amigos, sentimos os seus desconfortos e, muitas vezes, partilhamos o seu estado de espírito.

E pronto. Um bom livro, em que peguei já com os olhos postos na travessia da América do Sul planeada para o primeiro trimestre de 2020. Não me arrependi desta escolha e certamente a sua leitura não foi tempo perdido

About Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Veja também...

Livros: Oman: Under Arabian Skies

Um testemunho pessoal de alguém que se apaixonou pelo Omã e que ali viveu os melhores anos da sua vida, entre trabalho e expedições ao deserto, estabelecendo laços de amizade profundos

Livros: A Volta ao Mundo em 80 Dias

A Volta ao Mundo em 80 Dias é um dos grandes clássicos da literatura de viagens, tendo inspirado múltiplas produções a diversos níveis: cinema, televisão e mesmo outros livros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *