Home / Noticias das Viagens / Wizzair, a primeira low cost a voar para a Moldávia

Wizzair, a primeira low cost a voar para a Moldávia

wizzair-01

Isto são grandes notícias para os viajantes independentes que gostam de explorar destinos fora dos roteiros habituais. A Wizzair vai iniciar em Setembro duas rotas para Chisinau, a capital da Moldávia, tornando-se assim a primeira companhia low cost a operar naquele país. Os vôos partirão de Roma Ciampino e Veneza Treviso, o que torna ainda mais agradável o cenário, uma vez que existem múltiplas opções para os portugueses se deslocarem até aqueles aeroportos italianos por um preço muito agradável. Quanto aos vôos Wizzair, por exemplo, a ligação Roma – Chisinau terá um preço médio de 39 Eur para cada lado, podendo baixar até aos 29 Eur em datas específicas.

Não só a Moldávia é um país muito bonito como as suas gentes são acolhedoras. Para além disso, é um óptimo portão de acesso ao sul da Ucrânia e ao Leste da Roménia, já sem falar na possibilidade de se visitar a Transistria (lembram-se da Masha, de Tiraspol?). Neste contexto sugiro a leitura das entradas referentes à Moldávia e Transnistria, e já agora, Ucrânia e Roménia, existentes no meu blog diário de viagens – O Papaléguas.

About Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Veja também...

Ryanair sob Investigação: Atribuição de Lugares no Avião

Alegações recentes sob o funcionamento de atribuição de lugares pelo sistema da Ryanair levaram a BBC a iniciar uma investigação sobre este problema.

Bielorrússia dá primeiro passo na abolição de vistos…

Visitar a Bielorrússia tem sido sempre um problema para o viajante. A política de vistos ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *