Home / Viagens / Islândia / Islândia 2015 – Dia 12

Islândia 2015 – Dia 12

Chegaram ao fim os dias da Islândia. Não deixarão grandes saudades. Fica a experiência e os amigos feitos. De volta ao início, à desinteressante capital do país, Rejkjavik. Quando o plano foi desenhado pensava que este último dia para rever ou visitar pontos que poderiam ter ficado de fora seria pouco. Mas foi demais. Não há de facto nada que apeteça revisitar na cidade. Acordámos, saímos juntos. Eles foram à sua vida, para uma longa semana de trabalho. E nós seguimos para a estação de autocarros onde iriamos devolver o carro alugado.

islandia-14-01

O dia não está especialmente cinzento e, apesar de frio, bem longe do tratamento a que fomos submetidos à chegada. Correu tudo bem. Carro entregue, cacifos na estação utilizados para deixar a bagagem. Simples e eficiente. A companhia de rent-a-car oferece bilhetes para o autocarro para o aeroporto, de forma que agora só resta esperar e fazer tempo até à hora da partida.

A estação de autocarros é mais próxima do centro do que parecia. Andámos até lá, vagueando por ali, sem destino nem objectivo. O jardim em redor do lago está mais verde. É a única coisa que me ocorre. Acabámos por ir para o aeroporto umas duas horas mais cedo. Pelo menos no terminar a temperatura estaria agradável e restaria esperar pelo voos de regresso. Já há muito que ansiava pelo dia da partida. Afinal da Islândia seguiria directamente para três semanas em Praga, e naquele momento, aguardando o voo, era só no que pensava.

islandia-14-14

About Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Veja também...

Islândia 2015 – Dia 11

Não posso dizer que o dia acordou radioso, por duas razões: a primeira é que ...

Islândia 2015 – Dia 9

Olhei lá para fora e vi uma luminosidade negativa. O tempo não melhorou desde ontem. ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *