Home / Viagens / Áustria / Viena. 28 de Setembro. Dia 8.

Viena. 28 de Setembro. Dia 8.

O dia começa mal. Atravessei a cidade para visitar o Museu Militar e tudo isto para o encontrar encerrado. É Sexta-feira. Pensava que o encerramento às 2ªs feiras era uma regra “universal” para os museus. Afastada a primeira hipótese do programa, sigo para a segunda: uma visita ao cemitério central. O tempo voa, porque este local me tomará o resto do dia. A sua extensão é enorme. No centro, ergue-se um edíficio religioso majestoso, e logo nas suas margens se inicia uma outra Áustria, rural, paredes meias com um dos principais nós ferroviários da capital do país.

Por volta das seis da tarde estou em casa. Tornou-se uma rotina, este “timing”. É a hora de chegada do Flo, e não há uma chave para mim, pelo que tentamos sincronizar os nossos horários. Hoje fomos jantar a uma “tasca” espantosa. Diz-me o anfitrião que é um típico restaurante vienense, retirando a palavra “turístico” da equação. Trata-se de uma exploração familiar e é a dona

About Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Veja também...

Viena. Praga. 2 de Outubro.

Depois da prolongada noite da véspera, acordar para ir apanhar o comboio foi algo tormentoso. ...

Viena. 1 de Outubro. Dia 11.

Um dia morto. A exaustão provocada pela intensidade com que tudo tem sido vivido nas ...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *