Home / Fotografias com História / Fotos com História: O Puto Reguila

Fotos com História: O Puto Reguila

oputoreguila

A cena passa-se em Cabo Verde, mais especificamente na Cidade Velha, primeira urbanização portuguesa nas ilhas, antiga capital do arquipélago e único Unesco World Heritage Site do país. Era a minha segunda visita ao local, e na rampa que descende para a aldeia quando se chega da Praia, vejo este cenário: junto ao altos muros que contêm as terras de resvalar para a estrada, uma pilha de pó de pedra negra e uma família que trabalha em qualquer obra menor. É fim-de-semana, a altura em que as pessoas tratam destes assuntos. Limpezas, pequenos trabalhos de manutenção, coisas que têm de ser feitas.

Achei logo a cena pitoresca. O contraste do branco dos muros com o negro da brita, do pó em pilha e da própria calçada assente que constitui a estrada e, claro, as pessoas, a família, um instantâneo de vida quotidiana, muito espontâneo. Geralmente sou muito tímido ao fotografar pessoas, costumo disparar de anca, e como já tenho uns anos de prática com essa técnica os resultados costumam ser aceitáveis. Mas neste momento, como ainda estava a uma certa distância, fotografei de forma regular: simplesmente levei a  câmara à cara, enquadrei, ajustei os parâmetros e disparei. Foi um disparo rápido mas o diabo do “puto” estava atento, como aliás se pode ver na “chapa”, e reagiu.

“O sinhô não sabi que nã se deve tirar fotografias de pissoas sem a autorização delas?”. Disse-o de semblante carregado mas com uma ponta de brincadeira na entoação e naquela fração de segundo fiquei sem saber se estava a brincar ou a falar a sério. Bati-lhe uma continência e respondi: “Si senhô!”, enquanto a família, lá em cima, ia caindo do muro de tanto rir.

Camera Model: NIKON D90
Focal Length: 35.0mm (35mm equivalent: 52mm)
Aperture: ƒ/8.0
Exposure Time: 0.0005 s (1/2000)
ISO equiv: 800
Metering Mode: Matrix
Exposure: aperture priority (semi-auto)
White Balance: Manual
Flash Fired: No

About Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Veja também...

Fotos com História: Táxis de Havana

Nesta fotografia, um instantâneo de uma viagem em táxi colectivo pelas ruas de Havana.

Fotos com História: O Avião

A cena passa-se no sul da Islândia. O avião é um elemento lendário. Não posso ...

Um comentário

  1. Linda foto, história melhor ainda, viajar é como conhecer a alma alheia, é aprender a viver melhor com sabedoria e o melhor de tudo é conhecer esses contrastes de cores e sabores e gente de verdade, que acima de tudo nos ensinam que o mundo é uma maravilha, parabéns pelo post!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *