Home / Locais Especiais / Locais: Cesky Raj

Locais: Cesky Raj

O nome diz muito: Cesky Raj significa “Paraíso Checo”. E é de facto um local paradisíaco. Localiza-se a uns 100 km de carro a nordeste de de Praga e existem várias opções para lá chegar. Se tiver que escolher, pois então partiremos em direcção a Któva, onde chegaremos em pouco menos de duas horas. Trata-se de uma pequena aldeia, que nem chegaremos a ver. O comboio larga-nos no apeadeiro, e dali iniciamos a caminhada, com os olhos postos no altaneiro castelo de Trosky. Subir até lá acima custa. Compreendemos que não seria fácil tomar Trosky pela força. As duas torres imponentes impressionam, independentemente do ângulo e da distância a que se observem.

locais-ceskyraj-03Depois de uma paragem para recuperar o fôlego o terreno torna-se mais amistoso. Desce-se por asfalto, que logo à frente se deixa para entrar numa estrada de terra batida que atravessa um núcleo habitacional centenário.

Há que observar estas casas, algumas com mais cerca de trezentos anos; no exterior, alfaias agrícolas foram por ali deixadas, à laia de museu privado e espontâneo. Os detalhes são muitos e há que atentar nos mais deliciosos. Todos os ingredientes necessários para a constituição do mais bucólico cenário campestre estão presentes, e as vaquinhas que nos espreitam por detrás da vedação de estacas e arame não podiam faltar.

Todo este troço do percurso é ladeado por árvores de fruto, cujas maçãs e pêras, se na época certa, podem ser livremente colhidas. E que saborosos são os frutos aqui apanhados, com aquele travo que só a pura natureza, despida de pesticidas e normalização, pode oferecer. Mais à frente, um dos pontos altos do programa. Abandonaremos o trilho principal, e depois de umas centenas de metros, teremos que trepar um pouco pelo monte.

Mas o prémio será evidente: dali, desfrutaremos de uma vista magnífica, observando o lago que se estende aos nossos pés. É de resto um local que merece uma pausa na caminhada. Abertas as mochilas, preparada a merenda, podemos sentar por ali, numa das muitas plataformas de pedra disponíveis.

locais-ceskyraj-01Depois do repouso e do momento relaxante, de volta ao trilho, iniciaremos uma suave subida que se estenderá por cerca de dois quilómetros, ao longo dos quais caminharemos ladeados por profundo bosque, de onde nos espreitarão algumas formações rochosas. Por fim, chegaremos a Hruba Skála, um palácio feito hotel, que passaremos sem nos deter. Talvez haja tempo de dar uma vista de olhos a Adamovo, um emaranhado de passagens entre rochas com dimensões de tirar o fôlego. Seja como for, a partir dali entraremos numa área mais frequentada. É o coração de Cesky Raj, a partir do qual se podem apreciar as vistas mais espectaculares, com especial destaque para dois ou três pontos de observação que certamente não nos escaparão.

Antes de chegarmos ao ponto onde se inicia o caminho descendente que nos conduzirá à cidadezinha de Turnov, passaremos junto ao castelo apalaçado de Valdstejn, que poderá ser visitado se houver tempo e disponibilidade em despender o par de Euros que custa o bilhete. Por fim, a descida. O caminho é ainda bonito, por vezes muito rico na variedade de cogumelos que deixa observar. Passaremos por uma clareira onde encontramos uma enigmática colecção de esculturas talhadas em madeira – ali colocadas por uma turma de estudantes de arte. E de repente estamos lá em baixo, a entrar nas ruas sossegadas da periferia da cidade. Estará na altura de procurarmos a estação de comboios ou o terminal rodoviário, e rumarmos de volta a Praga.

 locais-ceskyraj-04 locais-ceskyraj-05

Este é um passeio magnífico mas que exige alguma disponibilidade física: são pouco mais de 20 km, com alguns troços ingremes. Além disso, considerando a necessidade da viagem a partir de Praga e depois o retorno, torna-se complicado de efectuar este programa quando os dias são pequenos, a não ser que se procure um desafio ainda mais aguçado e se esteja pronto para caminhar sem luz do dia. Depois, claro, é necessário contar com as condições meteorológicos. No Inverno é melhor não, o gelo é escorregadio e alguns troços são problemáticos. A Primavera e o início do Outono serão as melhores escolhas. Se um dia decidir aventurar-se para estas paragens o melhor será adquirir o mapa para caminhantes correspondente a esta zona. Existem à venda por todo o lado em Praga e tem informação detalhada dos trilhos e dos locais a visitar. Se não, pode usar o website Mapy.cz. Como se encontra apenas em checo, dou uma ajuda: carregar no botão Zmenitu Mapu, que tem um símbolo alusivo a layers. Ai, escolher Turistická, que activará os trilhos de caminhada. Depois, é só procurar, por exemplo, Któva (apanhar o trilho verde, e depois, no castelo, mudar para o trilho vermelho que será seguido até ao destino final).

Se quiser saber mais sobre a regiãod e Cesky Raj, poderá consultar o website do turismo local.

locais-ceskyraj-06

 

 

About Ricardo Ribeiro

Comecei a cruzar o mundo já tarde, mas num espaço de tempo relativamente curto senti recuperado o atraso. Foram cerca de cinquenta países e muitas experiências, em apenas nove anos, quase todas narradas no blog Papaléguas. Mas esses escritos são apenas um diário de viagens. Senti que tinha mais a contar, que podia ensinar algo. E decidi iniciar um segundo blog. Se o primeiro pode ser definido como “de viagens”, este é “sobre viagens”.

Veja também...

Locais: Tetebatu

Uma aldeia na Indonésia. Um par de dias entre anfitriões que sabem o que é hospitalidade, arrozais, florestas de macacos, quedas de água. Uma visita ao paraíso em Tetebatu.

Locais: Počitelj

Hoje vou falar-vos de uma aldeia especial: Počitelj. Fica na Herzegovina, relativamente perto de Mostar ...

Um comentário

  1. Imaginei a caminhada…e tenho pena, de não a puder realizar!
    Deve ser uma beleza…e tanto!
    Obrigada, pelas suas descrições,
    Manuela

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *