América Latina 2016 – Dia 38 – Tikal e El Remate

O dia começa com o nascer do sol nas pirâmides Maias de Tikal e acaba com um pôr-de-sol à beira do lago em El Remate. Uma muito boa jornada na Guatemala.

América Latina 2016 – Dia 37 – Flores a Tikal

Manhã passada em Flores e depois transporte para Tikal com o fim da tarde passado a explorar um pouco deste parque arqueológico onde um dia existiu uma imensa cidade Maia.

América Latina 2016 – Dia 36 – Cópan Ruinas a Flores

Foi um dia cheio de emoções e movimentações, de Cópan Ruinas, nas Honduras, para Flores, bem distante, na Guatemala, com diversos autocarros até conseguir chegar.

América Latina 2016 – Dia 35 – Cópan Ruinas

Último dia nas Honduras, com umas horas para explorar a cidade Maia de Cópan e o resto do tempo a ver gente na simpática aldeia onde estou a ficar.

América Latina 2016 – Dia 34 – Cópan Ruinas

Em trânsito desde Antigua até Cópan Ruinas, já nas Honduras, onde passei um bom final de tarde em várias actividades. Uma pequena cidade muito agradável.

América Latina 2016 – Dia 33 – Antigua Guatemala

Um dia para agarrar pontas soltas. Mudar de hostel, comprar um bilhete de transportes, subir à Cruz de Antigua, despedir-me da cidade do meu coração.

América Latina 2016 – Dia 32 – Chichicastenango e Antigua Guatemala

Da manhã, o mercado de Chichicastenango, regressando a Antigua à tarde, vítima de um crime e conhecendo um simpático costureiro. Dia terminado uma procissão espectacular e vulcões em erupção.

América Latina 2016 – Dia 31 – Antigua Guatemala e Chichicastenango

Início da manhã a explorar Antigua, seguida de uma viagem até à aldeia onde se realiza um dos mercados mais coloridos do mundo: Chichicastenango, onde pernoitei.

América Latina 2016 – Dia 30 – Antigua Guatemala

Um dia em Antigua. Pode parecer uma descrição demasiado simples, mas não quando se trata com uma das mais bonitas cidades do mundo. Não há palavras para a explicar.

América Latina 2016 – Dia 29 – De El Salvador a...

Um dia de viagem entre El Salvador e Guatemala, com tempo para começar a visitar a maravilhosa Antigua, que se tornou um dos meus locais favoritos no Mundo.

América Latina 2016 – Dia 27 – Vulcão Santa Ana

Dia dedicado a uma caminhada ao topo do vulcão Santa Ana. Um belo passeio, muito contacto com a natureza, muita caloria gasta. Em cheio!

América Latina 2016 – Dia 26 – Santa Ana

Um dia longo e bom, que me levou de Suchitoto até San Salvador e de lá a Santa Ana, a segunda cidade de El Salvador, onde passei uma tarde memorável.

América Latina 2016 – Dia 25 – Suchitoto

Um dia preguiçoso em Suchitoto, um lugar seguro e pitoresco, ideal para passar algum tempo a retemperar forças. Destaque para o passeiozito à margem do lago Suchitlán.

América Latina 2016 – Dia 24 – Suchitoto

Um grande dia de viagem, de San Salvador para Suchitoto onde ficarei uns dias a retemperar forças. Foi o encontro com a América Central rural dos meus sonhos, com tudo no lugar.

América Latina 2016 – Dia 23 – De Léon a San...

Este foi um dia em que viajei à boleia com o argentino Hernan, desde Léon, na Nicaragágua, até San Salvador, a capital de El Salvador.

América Latina 2016 – Dia 22 – Léon

O ponto alto do dia foi subir aos telhados da Catedral de Léon e tocar o céu. Conheci o Hernán e arranjei um companheiro de viagem para a jornada do dia seguinte rumo a El Salvador.

América Latina 2016 – Dia 21 – Léon

Um dia de repouso em Leon, na Nicarágua. Para variar. Umas voltinhas em redor do hostel, bons sumos e uma bela refeição.

América Latina 2016 – Dia 20 – Léon

Um dia em Leon, nada mal preenchido, com uma visita rápida à praia e a dois museus. O resto do tempo foi passado de forma agradável mas nada memorável.

América Latina 2016 – Dia 19 – Léon

Um dia bem preenchido, em parte em trânsito de Granada para Léon, mas também com tempo para uma primeira abordagem a esta outra cidade histórica da Nicarágua.

América Latina 2016 – Dia 18 – Granada

Depois de dias de tensão, relaxo de novo com uma manhã diferente, visitando Catarina, nos arredores de Masaya. À tarde descubro um baile que será um dos pontos altos desta viagem.

América Latina 2016 – Dia 16 e 17 – Granada

Dois dias de angústia em Granada, Nicarágua, tentando repor a lente partida da minha Nikon.

Ásia 2017 – Dias 71 a 74 – O Regresso

Quatro dias foram necessários para chegar a casa, desde Timor Leste. Os últimos quatro dias desta viagem de 2017 pela Ásia, passando por Kuala Lumpur, Hanói e Paris.

Ásia 2017 – Dia 70 – Timor Leste

O último dia em Timor e o último dia a sério desta viagem de mais de dois meses pela Ásia foi preenchido com uma visita a Liquiçá, localidade onde abunda a arquitectura portuguesa.

Ásia 2017 – Dia 69 – Timor Leste

Um dia preguiçoso com uma breve incursão à cidade, muita Portugalidade e o mais espectacular pôr-de-sol que já vi! Mais uma página feliz em Timor-Leste.

Ásia 2017 – Dia 68 – Timor Leste

Um dia a explorar Dili a sós, passando pelos locais mais emblemáticos da cidade, terminado com um belo jantar de carne grelhada junto ao mar.

Ásia 2017 – Dia 67 – Timor Leste

Dia de conhecer a fascinante Dili, com a preciosa companhia da Katy que me levou pelos pontos essenciais da cidade e alguns menos evidentes!

Ásia 2017 – Dia 66 – Timor Leste

Rumo a Timor Leste, viagem cansativa, com paisagens naturais imensas e detalhes humanos únicos. Chegada a Timor Leste, como um regresso a casa. Encontrar a minha amiga Katy em Dili foi o máximo!

Ásia 2017 – Dia 63 a 65 – Timor Ocidental (Kupang)

Um conjunto de quatro dias a repousar e a fazer amigos em Kupang. Memórias doces de uma situação que estranhamente se revelou agradável.

Ásia 2017 – Dia 62 – Lombok (Tetebatu e Kuta)

Um dia que acabou muito mal, passado na desinteressante Kuta, ainda na ilha de Lombok. Uma intoxicação alimentar forte que me manteve acordado toda a noite em actividades indignas.

Ásia 2017 – Dia 61 – Lombok (Tetebatu)

Um dia agradável, com um passeio à localidade de Kotaraja, onde visitei o barbeiro e na companhia do meu amigo Baha me diverti a ver coisas e conhecer pessoas.

Ásia 2017 – Dia 60 – Lombok (Tetebatu)

Um dia fabuloso, talvez o melhor destes dois meses e tal na Ásia, com um longo passeio pelos arrozais, a descoberta da floresta dos macacos e de uma pequena cascata quase secreta. Viva Tetebatu!

Ásia 2017 – Dia 59 – Lombok (Sengigi e Tetebatu)

Basicamente um dia de transporte de Sengigi para Tetebatu, uma viagem agradável, com boa conversa e uma perspectiva de estrada da ilha na companhia do meu amigo Baha.

Ásia 2017 – Dia 58 – Lombok (Sengigi)

Um passeio à cidade e ao seu mercado, a descoberta de um cemitério chinês e de uma comunidade piscatória, passeios pela praia, o reencontro com um companheiro de hostel em Yogyakarta, uma cerveja e um pôr-de-sol.

Ásia 2017 – Dia 57 – Bali (Padang Bai) a Lombok...

De Bali para Lombok mas a minha impressão da Indonésia não melhora, bem pelo contrário. Tinha esperado um paraíso quase virgem de turismo e afinal... o contrário.

Ásia 2017 – Dia 56 – Bali (Padang Bai)

Um dia relaxado na aldeia de Padang Bai, Bali, e nos seus arredores, com muitos templos, praia e vida local para observar. Boa vida na Indonésia.

Ásia 2017 – Dia 55 – Bali (Kuta e Padang Bai)

Um dia positivo em Padang Bai, uma localidade agradável em Bali, longe das massas de turistas e a porta de entrada e saída para a ilha vizinha, Lombok.

Ásia 2017 – Dia 54 – Yogyakarta a Bali

A transitar de Yogyakarta para Bali, sem grandes aventuras para contar neste dia para além de ter encontrado a pior cama de todos os tempos no hostel onde pernoitei.

Ásia 2017 – Dia 53 – Yogyakarta

Um dia preguiçoso em Yogyakarta, com destaque para uma visita ao forte Vredeburg e aos seus interessantes dioramas. A cidade é usufruída pelo seu ambiente relaxante e pelo descanso que oferece.

Ásia 2017 – Dia 52 – Yogyakarta

Um dia a passear por Yoggyakarta, apreciando o [não muito] que a cidade tem para oferecer mas que de forma geral é um local agradável e simpático, ideal para repousar uns tempos.

Ásia 2017 – Dia 51 – Yogyakarta

A chegada à Indonésia depois de dias maravilhosos em Singapura. Yogyakarta fervilha de vida e o hostel é adorável, não poderia ter escolhido melhor alojamento.

Ásia 2017 – Dia 50 – Singapura

Último dia em Singapura, mais calmo, pouco intenso, com chuva e um serão agradável com o meu grande amigo KB Lim

Ásia 2017 – Dia 49 – Singapura

Mais um dia em Singapura, durante o qual a chuva não ajudou, mas mesmo assim consegui tirar coisas positivas dele, como a visita a Haw Par Villa e ao Museu Nacional.

Ásia 2017 – Dia 48 – Singapura

Segundo dia em cheio em Singapura, com uma visita ao Museu de Changi, uma passagem pelo bairro árabe, um grande almoço em Little India, devaneios em Orchard Street, Emerald Hill e Fort Canning.

Ásia 2017 – Dia 47 – Singapura

O primeiro dia em Singapura foi em grande, calcorreando-se as grandes referências históricas do centro histórico mas também uma boa parte da moderna Singapura.

Ásia 2017 – Dia 46 – De Brunei a Singapura

Um dia de trânsito, com uma manhã preguiçosa no Brunei e uma chegada já tarde a Singapura. Vamos ver o que esta cidade me traz, mas suspeito que muita coisa boa!

Ásia 2017 – Dia 45 – Brunei

O único dia inteiro no Brunei, sem muito para ver ou fazer, o seu ponto alto foi mesmo uma breve caminhada na floresta tropical. Este é um pequeno país que não me deixará saudades.

Ásia 2017 – Dia 44 – Brunei

Primeiro de dois dias no Brunei onde o calor aperta a sério. Há a originalidade de ser um dos dois sultanatos existentes no mundo, mas a cidade não desperta grande interesse.

Ásia 2017 – Dia 43 – Rangoon

Uma manhã em Rangoon e depois o aeroporto, com destino ao Sultanato de Brunei com uma escala em Kuala Lumpur. Ficam já as saudades desta cidade e de Myanmar.

Ásia 2017 – Dia 42 – Rangoon

O último dia num dos meus países favoritos e logo na minha cidade mais apreciada, Rangoon, a mágica capital funcional de Myanmar. Fechar com chave de ouro esta passagem pelo país.

Ásia 2017 – Dia 41 – Mandalay e Mingun

Os dias de Myanmar estão a chegar ao fim e é preciso aproveitar. Um passeio de barco até Mingun enche o dia, que vai acabar num comboio de regresso a Rangoon.

Ásia 2017 – Dia 40 – Hsipaw a Mandalay

Um dia muito preenchido, com um despertar bem matinal, uma visita ao mercado de Hsipaw, um chá num café estranho, grande viagem de comboio, muito para ver e viver.

Ásia 2017 – Dia 39 – Mandalay

O melhor deste dia foi mesmo vaguear pela estação de comboios de Mandalay e, já à noite, chegar a Hsipaw. Viagem louca, comprida, lenta e dolorosa. Mas valeu a pena.

Ásia 2017 – Dia 38 – Bagan a Mandalay

Uma viagem de barco, longa, agradável, rio acima, de Bagan a Mandalay, segunda cidade de Myanmar. Uma bela maneira de reatar esta viagem depois de um par de dias de cama.

Ásia 2017 – Dias 36 e 37 – Bagan

Depois de uma intoxicação alimentar que chegou com uma pequena gripe, dois dias de estaleiro. Foi assim que um aparentemente inofensivo arroz custou um certo atraso na viagem.

Ásia 2017 – Dia 35 – Bagan

Um dia passado a explorar os templos da mítica Bagan. Calor, um bocado repetitivo, um pôr-de-sol e um jantar envenenado que me deixaria uns dias de cama.

Ásia 2017 – Dia 34 – Bagan

Um dia pleno, mas com bastante cansaço em cima: o final de uma longo viagem de comboio e um primeiro dia em Bagan com muito calor e pó. A descoberta de uma tasca local.

Ásia 2017 – Dia 33 – Rangoon para Bagan

A manhã foi fraca, mas a viagem de comboio foi do melhor que aconteceu em Myanmar, como um filme ao vivo, pelos campos e aldeias do país. Dos melhores percursos de comboio de que me recordo.

Ásia 2017 – Dia 32 – Rangoon

Um dia em grande em Rangoon, com muita exploração pela cidade e um final de tarde surpreendente do outro lado do rio. Myanmar é fascinante!

Ásia 2017 – Dia 31 – Rangoon

O primeiro dia num dos países mais fascinantes que conheci: Myanmar. Passado em Rangoon, a descansar mas também a explorar. A visita ao complexo religioso de Shwedagon foi o ponto alto.

Ásia 2017 – Dia 28 a 30 – Kuala Lumpur

Uma passagem de três dias por Kuala Lumpur, na Malásia apenas para visitar velhos amigos: os meus meus primeiros convidados no Couchsurfing, em 2005.

Ásia 2017 – Dia 27 – Colombo

Em Colombo a passar o dia com a sensação de que a viagem no Sri Lanka já acabou. Bom hostel, tempo de descontrair e começar a sentir uma gripe a chegar.

Ásia 2017 – Dia 26 – Trincomalee e Colombo

O penúltimo dia completo no Sri Lanka, que foi de trânsito, de Trincomalee para Colombo, mas que mesmo assim teve muita coisa para manter na memória:

Ásia 2017 – Dia 25 – Trincomalee

Já se sentindo o cheiro a despedida no ar, um dia passado na descontracção em Trincomalee onde se encontrou um quarto numa hospedaria literalmente na praia.

Ásia 2017 – Dia 24 – Trincomalee

Um dia em cheio em Trinco, com um grande festival hindu cheio de vida, costumes diferentes e cores, seguido do palmilhar de locais já conhecidos da véspera e da descoberta de novos templos.

Ásia 2017 – Dia 23 – Trincomalee

Trincomalee transformou-se de uma má impressão à chegada para o início dos melhores dias no Sri Lanka. A praia, as gentes, o património, o ambiente... Adoro!

Ásia 2017 – Dia 22 – Kandy

Um grande dia, com uma volta de 10 km a pé perto de Kandy, para visitar três interessantes templos longe da multidão de turistas, com muito da vida quotidiana rural e um excelente tempo.

Ásia 2017 – Dia 21 – Kandy

Um dia para visitar Kandy, uma cidade com um enorme significado histórico para o Sri Lanka. Muito trânsito, rabujice de uma noite mal dormida e alguns momentos bons.

Ásia 2017 – Dia 20 – De Ella a Kandy

Um dia em trânsito, da região montanhosa de Ella para Kandy, a antiga capital do Sri Lanka e bastião de defesa contra os invasores europeus. O pior foi encontrar alojamento. E o alojamento.

Ásia 2017 – Dia 19 – Haputale

Um dia bem passado na região montanhosa do Sri Lanka, que teria sido perfeito se o sol tivesse sorrido. Haputale é muito mais interessante do que Ella. É a minha opinião.

Ásia 2017 – Dia 18 – Ella

Ella é um local que francamente não gostei mas mesmo assim existiram bons momentos, como a subida a Little Adam Peak e a ponte dos nove arcos. Fora isso, turistas, turistas, por todo o lado.

Ásia 2017 – Dia 17 – Tissamaharama, Hambantota

Hambantota foi uma agradável surpresa: um porto de pesca lindo, casas coloniais abandonadas, fortalezas e militares simpáticos, macacos contemplativos. Uma cidade simpática sem turistas.

Ásia 2017 – Dia 16 – Tissamaharama, Yala, Kataragama

Manhã num decepcionante safari fotográfico em Yala, onde apenas um avistamento de elefantes valeu. Incursão vespertina à cidade vizinha de Katagarama, um local sagrado para quatro religiões.

Ásia 2017 – Dia 15 – Tissamaharama

De Galle para Tissa, onde se fica num dos melhores alojamentos de sempre e se parte à descoberta da localidade, com um jantar magnífico para encerrar o dia.

Ásia 2017 – Dia 14 – Galle, Sri Lanka

Um dia passado em Galle, entre baluartes e pequenas praias, bons rotis na mesa, uma deslocação curta a Umawatuna comuma agradável surpresa no regresso.

Ásia 2017 – Dia 13 – Galle, Sri Lanka

Dia muito preenchido, com a chegada a Colombo ao raiar do dia, viagem de comboio até Galle e tempo ainda para explorar a sua cidade antiga antes de desfalecer de cansaço.

Ásia 2017 – Dia 12 – De Muscat, Omã ao Sri...

Um dia sem história, passado todo eles nos trâmites da viagem do Omã para o Sri Lanka, incluindo a devolução do carro no aeroporto e um voo com a FlyDubai.

Ásia 2017 – Dia 11 – De Sur a Muscat, Omã

Um dia de trânsito com algumas paragens interessantes: Qalwat e Tiwi. Mais chá Karak e boas fotografias. Tudo terminado debaixo de um dilúvio de chuva apocalíptica a chegar a Muscat.

Ásia 2017 – Dia 10 – Rumo a Sur, Omã

Uma dia que parecia ser uma monótona viagem de carro tornou-se num dos melhores no Omã, com um belo trecho junto ao mar e um final em grande na bela Sur.

Ásia 2017 – Dia 09 – Bahla a Wadi Bani Khalid

Dia cansativo, com várias coisas a correrem menos bem e um espectacular acampamento para passar a noite. Visitaram-se cidades históricas e antigas fortificações, mas o melhor mesmo foi o final do dia.

Ásia 2017 – Dia 08 – Bahla, Omã

De Bahla, pelo Omã, passando por aldeias abandonadas, paisagens montanhosas e localidades históricas, terminando com mais um acampamento para pernoitar.

Ásia 2017 – Dia 07 – Nizwa, Omã

O mercado de cabras de Nizwa foi um dos pontos altos da vista ao Omã, mas neste dia vimos mais coisas. Mais castelos, mais aldeias abandonadas. E uma noite de conforto num hotel!

Ásia 2017 – Dia 06 – Nizwa, Omã

O primeiro dia da tour pelo Omã, depois de um dia e meio em Muscat. Já com carro alugado, por aldeias abandonadas, oásis e um pouco de deserto. Noite passada em tenda às portas de Nizwa.

Ásia 2017 – Dia 05 – Muscat, Omã

O primeiro dia completo no Omã, com muito calor e desapontamento. A parte antiga de Muscat foi visitada e não ficaram saudades. Talvez o eterno problema das expectativas altas.

Ásia 2017 – Dia 04 – De Dubai para Omã

Um dia de trânsito, desde o Dubai até Muscat, capital do Omã. Surpreende a densidade populacional no Sultanato. Pelo menos à beira da estrada. Grande serão com o anfitrião, o libanês Majeed.

Ásia 2017 – Dia 03 – Dubai

Um dia menos bem conseguido mas mesmo assim com alguns pontos altos, como o bilhete para o Oman nas mãos e um grande jantar paquistanês com um velho amigo!

Ásia 2017 – Dia 02 – Dubai

Um belo dia com muito passeio na cidade do Dubai. Descobri uma cidade que não imaginava existir, longe do luxo e das extravagâncias. Espectáculo de lux e música para terminar.

Ásia 2017 – Dia 01 – Dubai

De viagem, percurso via Madrid e Istanbul até ao Dubai e chegada a meio da madrugada. A aventura inicia-se e o Dubai será explorado nos dias seguintes. Não no primeiro, que o sono não o permitiu.

América Latina 2016 – Dia 15 – Granada

Um dia de pausa na aventura centro-americana, em Granada, a tentar recuperar o prejuízo do acidente da véspera. Felizmente, num dos mais agradáveis hostéis de sempre.

América Latina 2016 – Dia 14 – Masaya

Este foi o diário de um dia que podia, facilmente, ter sido o último da minha vida. Uma queda que podia ter acabado muito mal, para dentro do cone de um vulcão adormecido.

América Latina 2016 – Dia 13 – Granada

O primeiro de vários dias passados na bela cidade de Granada, Nicarágua.

América Latina 2016 – Dia 12 – El Castillo e Granada

De El Castillo a Granada num dia é um belo esticão. É dar quase a volta ao país, à Nicarágua,e fez-se, com alguma aventura.

América Latina 2016 – Dia 11 – El Castillo

Sobre a chegada e visita a um pequeno paraíso na terra: El Castillo, a aldeia onde só se chega de barco e onde não há carros nem motas. Um dos pontos mais altos de toda esta viagem de quase três meses

América Latina 2016 – Dia 10 – Los Chiles, San Carlos

Um dia de aventuras, desde Los Chiles, o barco para a Nicarágua, a navegação fluvial, a chegada a San Carlos e o improviso de uma noite passada onde não era suposto.

América Latina 2016 – Dia 9 – Los Chiles

Um dia cheio de aventuras, terminado numa cidadezinha costa-riquenha que se revelou uma agradável surpresa: Los Chiles. Uma das mais doces memórias de toda esta viagem.

América Latina 2016 – Dia 8 – Volcan Barva

Último dia passado na Costa Rica, dedicado a visitar o Parque Nacional Volcan Brava com o amigo Edward. Como tudo o resto que vivi no país, foi algo assim mais ou menos.

América Latina 2016 – Dia 7 – Em redor de San...

Um dia explorando os arredores de San José, capital da Costa Rica, na companhia do amigo Edward. Foi o melhor que a Costa Rica me ofereceu.

América Latina 2016 – Dia 6 – De David até San...

Um outro dia em trânsito, para uma das tiradas mais longa desta viagem pela América Central: de David até San José. Ali, o reencontro com um amigo feito em Praga há quase dez anos.

América Latina 2016 – Dia 5 – Da Cidade do Panamá...

Um dia de trânsito depois de uma exploração matutina do centro histórico. Da Cidade do Panamá até David, onde acontece um jantar fabuloso com os anfitriões.

América Latina 2016 – Dia 4 – Gamboa e Cidade do...

De Gamboa para a Cidade do Panamá. Pelo Casco Viejo, de dia e ao serão. Um dia bem preenchido, o último por inteiro por estas paragens.

América Latina 2016 – Dia 3 – Gamboa

Gamboa é uma excelente opção para um dia fora da grande cidade do Panamá. Há de tudo. Natureza, o canal e uma antiga aldeia norte-americana para explorar.